Nos acompanhe através das redes socias

Boletim Informativo

Para manter-se atualizado, cadastre seu e-mail e receba os nossos informativos periódicos!

25 de Fevereiro de 2019

Clipping – G1 - Dez casais dizem 'sim' em casamento comunitário homoafetivo em Macapá

Fonte: G1

Cerimônia aconteceu nesta sexta-feira (22), no Museu Sacaca.


Dez casais LGBT tiveram uma tarde especial nesta sexta-feira (22) em Macapá. Eles oficializaram a união estável na 2ª edição do Casamento Comunitário Homoafetivo. A cerimônia, com direito a música ao vivo, decoração e bolo, foi realizada no Museu Sacaca, na Zona Central da capital.

São dez histórias, idades e vivências diferentes, mas o amor foi um ponto de união entre as 20 pessoas que disseram "sim", simultaneamente, durante a cerimônia. Para Elys Cristina Santos de Farias, de 20 anos, e Joyce Menescal Ramos Costa, de 23, o casamento coletivo surgiu em boa hora.

"Apesar de estarmos vivendo juntas há cerca de dois anos, não tínhamos como arcar com todas as despesas do casamento legal e estamos vivendo um momento delicado em relação aos nossos direitosor isso queremos garantir enquanto podemos", disse Joyce.



Para Elys, que se emocionou durante a cerimônia, é difícil até de explicar a sensação. Afinal, segundo ela, "o casamento é um sonho para muitos casais, já aos LGBTs, tudo é mais. Esse é um dia especial, estou muito feliz", contou.

De acordo com Valdinei Castro, um dos idealizadores do projeto, a demora de quatro anos para a 2º edição do casamento comunitário se deu pela pouca procura dos casais. A primeira edição ocorreu em agosto de 2015.

"Na primeira edição realizamos o matrimônio de cinco casais, mas desde lá, a procura foi baixa. Algo que se seguiu nos anos seguintes. Mas depois das eleições do ano passado a procura para a oficialização da união aumentou. A proposta é aumentar o número de casais a cada edição, que deverá ser anual", explicou.

O receio da perda de direitos foi o que motivou o casal Junior Nery, de 36 anos, e Felipe Campos, 26, a anteciparem a oficialização da união.

"Estávamos noivos desde 2015, quando pedi a mão de Felipe enquanto viajávamos de avião. Nosso plano era que nosso casamento finalmente aconteceria em 2019. Ele acabou acontecendo, mas não da forma como planejávamos, m estamos bem felizes e aliviados por isso", explicou Nery.

O casamento comunitário é uma iniciativa promovida pela União Nacional LGBT, Comissão da diversidade de gênero da OAB, Conselho Estadual dos Direitos da População LGBT junto Tribunal de Justiça do Amapá (Tjap).

Confira Também