Nos acompanhe através das redes socias

Boletim Informativo

Para manter-se atualizado, cadastre seu e-mail e receba os nossos informativos periódicos!

27 de Fevereiro de 2019

Do Oiapoque ao Chuí: certidão de nascimento eletrônica cruza o País via CRC Nacional em 24h

Fonte: Assessoria de Imprensa da Arpen/BR

 

Os mais de quatro mil quilômetros de distância entre Oiapoque, no Amapá, e Chuí, no Rio Grande do Sul, pontos mais extremos do Brasil, não foram empecilho para que a segunda via da certidão de nascimento de uma adolescente de 16 anos fosse emitida, via Central de Informações do Registro Civil (CRC Nacional), em 24 horas.



Segundo a registradora civil de Chuí, Gabriela Nogueira Petitemberte, remetente do documento, depois que a CRC chegou ao cartório, a realidade local mudou. “A cidade tem cerca de cinco mil habitantes, e o município mais próximo fica a 20 quilômetros. Então, o acesso da população de Chuí era muito limitado, mas isso mudou com a chegada da CRC. Agora conseguimos emitir em 24 horas, algo que seria possível apenas em 20 dias anteriormente, onerando muito a parte. Estamos muito satisfeitos com a Central”, destacou.

Já Herbert Souza Harrop, oficial do Registro Civil de Oiapoque e destinatário da certidão, passou a usar a Central em julho de 2018 e se disse honrado em fazer parte desta comunicação histórica. “Saber que agora é possível solicitar, por exemplo, um documento do Chuí e ter ele em mãos em um dia é um marco para o Registro Civil e ainda mais para os cidadãos, que deixaram de pagar quantias absurdas aos despachantes. Me sinto honrado em fazer parte dessa história a partir de agora”, contou.

Há alguns anos, é possível que cartórios dos mais distantes rincões do Brasil transmitam certidões entre si, pois todos os Estados da federação foram integrados à CRC Nacional, aproximando as mais de 13 mil unidades de Registro Civil. Além disso, o cidadão que mora em Oiapoque, por exemplo, também pode pedir uma certidão ao cartório de Chuí ou de qualquer outra serventia pelo  www.registrocivil.org.br. Até o momento, segundo dados da Central, foram emitidas mais de 2,5 milhões de certidões eletrônicas, e mais de 4,7 milhões de CPFs em certidões de nascimento.

Confira Também