Nos acompanhe através das redes socias

Boletim Informativo

Para manter-se atualizado, cadastre seu e-mail e receba os nossos informativos periódicos!

09 de Maio de 2019

Calixto Wenzel toma posse como presidente do Sindiregis para o triênio 2019/2022

Fonte: Arpen/BR

O Sindicato dos Registradores Públicos do Estado do Rio Grande do Sul (Sindiregis) realizou, na noite desta quarta-feira (08.05), no Lounge Pôr do Sol do Hotel Continental, o jantar de posse da nova diretoria para a gestão 2019/2022, que tem o registrador Calixto Wenzel como presidente. O evento foi prestigiado por autoridades, presidentes de entidades de classe do Estado do Rio Grande do Sul, e registradores civis de todo o País, que estiveram em Porto Alegre em razão de reunião de diretoria da Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil).


Em seu discurso, Wenzel destacou a importância do fortalecimento da Central Nacional de Informações do Registro Civil (CRC Nacional). Segundo o novo presidente do Sindiregis, esta visão está diretamente ligada ao fato do Sindicato estar presente em todos os municípios do estado gaúcho e em sintonia com a Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen/BR).

“A intenção não é tirar a função de ninguém, mas sim trabalhar em conjunto com todas as instituições”, disse ainda Wenzel aos presentes. Durante o evento, o presidente da Arpen/BR, Arion Toledo Cavalheiro Junior, reafirmou a importância do trabalho desenvolvido pelos registradores, pontuando que “o registro civil registra mais do que documentos, registra sentimentos”.


Também presente no jantar de posse, o vice-presidente da Arpen/BR e presidente da Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Estado de São Paulo (Arpen/SP), Luis Carlos Vendramin Junior, destacou a discussão sobre a identidade digital do país. “A Arpen investe em tecnologia há anos e luta para que se coloque os registadores no local correto. O registro civil está apto a se tornar o maior ponto de emissão de certificados digitais, com mais de 7.700 locais para expedição”, afirmou.

Já o diretor-presidente do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI), Marcelo Buz, comentou a necessidade de ter os registradores envolvidos na implantação dos certificados digitais. “É muito importante que possamos contar com a fé pública que a sociedade possui nos registradores para trazer o mundo de registros para o mundo digital”, disse.


A corregedora-geral da Justiça do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ/RS), desembargadora Denise Oliveira Cezar, salientou a expectativa com a nova diretoria do Sindiregis e pontuou a necessidade de “continuar exercendo o trabalho em conjunto, respeitando as funções de cada instituição e desenvolvendo ações para o benefício público”.

Presente no jantar, o presidente da Associação dos Notários e Registradores do Estado de Sergipe (Anoreg/SE), Henrique Maciel, aproveitou a ocasião para elogiar Wenzel e disse que como o novo presidente é um “desbravador”, não “há melhor momento do que esse para o Sindiregis”tê-lo como líder.

Homenagens

Durante o evento, foram entregues placas em reconhecimento pela contribuição realizada e fortalecimento de vínculos à desembargadora Denise Oliveira Cezar; ao  juiz-diretor do Foro Central da Comarca de Porto Alegre, Amadeo Henrique Ramella Buttelli; ao diretor-geral do Detran/RS, Enio Bacci; ao diretor-presidente do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação, Marcelo Buz; ao presidente da Arpen/BR, Arion Toledo Cavalheiro Júnior; ao presidente da Associação dos Notários e Registradores do Brasil (Anoreg/BR), Cláudio Marçal Freire, que esteve representado pelo vice-presidente da Arpen/SP, Ademar Custódio, ao presidente da Confederação Nacional de Notários e Registradores (CNR), Rogério Portugal Bacellar; e ao deputado federal, Ubiratan Antunes Sanderson.

Estiveram presentes no evento o presidente do Colégio Registral do Rio Grande do Sul, João Pedro Lamana Paiva, representando também a Anoreg/RS; o presidente da Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Rio Grande do Sul (Arpen/RS), Arioste Schnorr; o presidente do Instituto de Estudos de Protestos do Rio Grande do Sul (Iepro/RS), Romário Pazzuti Mezzari; o presidente da Fundação Escola Notarial e Registral (Fundação Enore), Ricardo Guimarães Kollet, representando também o Colégio Notarial do Brasil – Seção Rio Grande do Sul (CNB/RS); e o presidente da Confederação Nacional de Notários e Registradores (CNR), Rogério Portugal Bacellar.

Confira Também