Nos acompanhe através das redes socias

Boletim Informativo

Para manter-se atualizado, cadastre seu e-mail e receba os nossos informativos periódicos!

06 de Agosto de 2019

Conheça as cinco categorias do Selo de Responsabilidade Social da Arpen-Brasil

Fonte: Arpen-Brasil

Com o objetivo de atender as comunidades onde os cartórios de Registro Civil estão inseridos e incentivar a prática destas ações, a Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil) criou o Selo de Responsabilidade Social do Registro Civil. 

O Selo é dividido em cinco categorias, a saber:

I – Meio Ambiente

II – Solidariedade

III – Educação

IV – Arrecadar fundos para doação de numerário à Instituição de caridade

V - Cursos de aperfeiçoamento

De acordo com o regulamento, que pode ser lido na íntegra clicando aqui, as categorias seguirão as seguintes orientações:


I – Meio Ambiente

A responsabilidade ambiental é uma das vertentes da responsabilidade social que pode ser aplicada de várias formas.

Seu cartório pode começar com atitudes bem básicas com os próprios colaboradores e que podem fazer muita diferença para o meio ambiente: 

- eliminar o uso de copos descartáveis nos bebedouros, incentivando cada funcionário a ter a sua caneca ou garrafinha; 

- eliminar a obrigatoriedade de impressões que não sejam realmente necessárias; 

- reutilizar folhas de rascunho para fazer bloquinhos; 

- incentivar o consumo consciente da água; 

- trocar as lâmpadas pelas mais econômicas e evitar acendê-las desnecessariamente; 

- fazer a separação do lixo reciclável. 

Junto à comunidade poderá ser adotado espaços desocupados ou subutilizados para implementar jardins. Praças, canteiros floridos, ou uma horta comunitária com envolvimento direto da comunidade atingida.


II – Solidariedade

A solidariedade para com o próximo é outra vertente da responsabilidade social que pode ser aplicada de várias formas. 

Manter um calendário mensal de atividades recreativas junto a comunidade são excelentes formas de levar benefícios à comunidade na qual o cartório está inserido. Como exemplo, visitas em casas de acolhimento de crianças e idosos, orfanatos e asilos, podem fazer um bem tão grande quanto uma doação (em alguns casos até maior). 

As pessoas que vivem nesse tipo de instituição são muito carentes de atenção e carinho, pois a maioria não recebe visitas frequentes de seus familiares.

Passar uma tarde brincando com uma criança ou conversando e ouvindo as histórias de um idoso pode fazer um bem muito grande não só para quem está sendo visitado, mas também para quem está fazendo a visita.

O CARTÓRIO pode organizar grupos de visitações periódicas às instituições, levando funcionários e pessoas da comunidade para participarem.

- Adotar casa do carinho: Este tipo de adoção pode ser apenas no convívio com as crianças colocadas para adoção; visitas de acompanhamento; entre outras formas; 

- Adotar casa do idoso: Este tipo de ação se dá com visitas rotineiras junto aos idosos com música, dança, histórias entre outras formas; 

- Promover a saúde e a cidadania: Este tipo de ação conta com o oferecimento de serviços como aferição de pressão arterial, exames preventivos, tais como de visão e glicose, serviços de beleza, massagem e muitos outros. 

Alguns serviços mais específicos, como a confecção de documentos de identificação também podem ser oferecidos. 

III – Educação

Criação de uma BIBLIOTECA: (1) interno - para os colaboradores diretos; e (2) externo para usuários do cartório; O incentivo à leitura é uma ação que promove o crescimento intelectual dos colaboradores e, por consequência, da empresa como um todo. 

Para incentivar o hábito de leitura, o Oficial Titular pode também oferecer incentivos simples, tais como destaque no mural do cartório o leitor do mês ou trocar horas de leitura por horas de folga. 

O cartório também pode promover uma campanha de arrecadação e doação de livros, revistas e jornais.

HORA DO CONTO - no cartório ou com visitas semanais em escolas infantis, promovendo a hora do conto.

IV – Arrecadar fundos para doação de numerário à instituição de caridade

Muitas instituições sociais estão sempre precisando de alguma ajuda financeira. As doações financeiras até podem contar com alguns benefícios fiscais, em certos casos.

Uma instituição social que atende crianças em situação de vulnerabilidade social, por exemplo, pode estar precisando de roupas e brinquedos, principalmente em épocas como a Páscoa, o Dia das Crianças e o Natal.

Outro motivador importante de doações são os fatores climáticos. No início do período de frio, muitas famílias necessitam de agasalhos e cobertores. Em período de muita chuva, as enchentes, deslizamentos e danos materiais causados pelos temporais deixam muitas pessoas desabrigadas e sem ter o que comer ou vestir.

O cartório pode lançar campanha de doação entre seus colaboradores e até mesmo junto à comunidade para arrecadar as doações e realizar a entrega em uma instituição social responsável.

Outra forma é manter um brechó institucional para arrecadar fundos e participar de feiras para que a comunidade visualize a atividade e o envolvimento do cartório trabalhando em seu benefício.

V - Cursos de Aperfeiçoamento

Custear para seus funcionários e para instituições carentes cursos de informática, música, artes, valorizar cultura local, entre outros.

Confira Também