Nos acompanhe através das redes socias

Boletim Informativo

Para manter-se atualizado, cadastre seu e-mail e receba os nossos informativos periódicos!

14 de Maio de 2020

TJ/MG - Juiz fará live sobre oficinas de parentalidade

Fonte: TJ/MG

A ideia surgiu em um encontro presencial de juízes coordenadores de Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejuscs), em maio de 2019, em Araxá. Boas avaliações sobre as oficinas de parentalidade que aconteciam em Belo Horizonte circulavam no ambiente. Então, o juiz coordenador do Cejusc de Montes Claros, Richardson Xavier Brant, propôs a instalação dessas oficinas na comarca.

Das tratativas, resultou a realização de uma palestra sobre o assunto, a ser realizada pelo juiz coordenador do Cejusc da capital, Clayton Rosa de Resende, em março ou abril de 2020. Mas o isolamento social imposto pelo covid-19 impediu um novo encontro presencial. No entanto, a tecnologia permitiu uma palestra ao vivo, mesmo que a distância. Será 19/05, às 17h, pelo YouTube

Foco

De acordo com Clayton Resende, a palestra abordará o histórico das oficinas, seus objetivos, como funcionam e a quem se destinam. "O propósito é esclarecer sobre os benefícios da sua implantação e demonstrar uma importante ferramenta que o Judiciário tem na solução e na prevenção de alienação parental", explica o magistrado.

Segundo Richardson Xavier, "a palestra faz parte das preparações para implantação das oficinas em Montes Claros, com cursos de formação em breve". Os magistrados afirmam ser, inicialmente, uma palestra de sensibilização para mediadores e conciliadores do núcleo processual do Cejusc e dos Postos de Atendimento Pré-Processual (Papres), em funcionamento nas faculdades da comarca. Mas se destina a todos os interessados.

"Montes Claros tem duas varas de família e existe demanda para um trabalho especializado com pais divorciados,com o objetivo de  favorecer um convívio melhor entre o casal e os filhos, evitando a alienação parental", justifica o juiz de Montes Claros. 

Richardson Xavier acrescenta, ainda, que a iniciativa da live conta com o apoio das quatro faculdades da cidade, que mantêm em seu currículo a matéria de Mediação e Conciliação. 

Oficinas de parentalidade

As oficinas abordam, principalmente, questões relacionadas à alienação parental, que é o resultado da manipulação psicológica de uma criança feita por um dos pais, normalmente com o objetivo de colocar um contra o outro. E essa situação não é rara no processo de separação dos genitores. 

"As oficinas ajudam na harmonização da relação entre os pais no período de pós-separação. Ajudam na melhoria da comunicação entre eles e evita que o conflito entre o casal atinja os filhos", explica Clayton Resende.

Para assistir à live, clique aqui.


Fonte: TJ/MG

Confira Também