Home / Comunicação

Notícias

Home / Comunicação

Notícias

Após 2 meses, São Carlos (SP) volta a ter mais nascidos do que óbitos

Os dados do Portal da Transparência do Registro Civil mostram impacto dramático na demografia do município, afirma especialista.

 

Após dois meses com mais mortes do que nascimentos, São Carlos (SP) voltou a ter taxa de crescimento vegetativo positiva em setembro. No ano, o saldo é azul, com 2.224 nascimentos e 2.016 mortes. Os dados do Portal da Transparência do Registro Civil mostram “impacto dramático” na demografia do município, afirma especialista.

 

As taxas de natalidade e mortalidade tiveram um ponto de inflexão no mês de julho, quando foram contados menos nascimentos (193) e mais mortes (279) na cidade. Desde então, houve tendência de aumento na quantidade de partos, com 214 em agosto e 233 em setembro, e queda nas mortes, com 222 em agosto e 183 em setembro.

 

No ano, o crescimento natural da população chegou a 208, o menor nível desde o começo da série histórica, em 2015. Em 2021, a taxa representa apenas 1/5 da verificada nos anos anteriores, inclusive 2020, ano com a pandemia já instalada.

 

Para o médico sanitarista Rodolpho Telarolli Júnior, os números de registro civil falam de maneira quantitativa o que é visto no cotidiano da área da saúde.

 

“É um impacto dramático da Covid na demografia, que vai marcar durante décadas a pirâmide etária que mostra como a população está evoluindo”, avalia.

 

Os números de nascidos em setembro, quando o município registrou 233 partos, refletem a situação vivida por São Carlos em dezembro, quando os números da pandemia apresentavam estabilidade e a cidade ensaiava a volta à normalidade.

 

“A situação no Estado e municípios de São Paulo e do país ficou catastrófica na época. As pessoas retardaram a decisão de ter filhos, de crescer a família. Felizmente hoje a maior parte das gestações são planejadas”, relata.

 

Por outro lado, o número de mortes tem apresentado redução nos últimos meses. Setembro teve o terceiro menor resultado do ano. Reflexo da pandemia, que matou sete pessoas no período, após ter chegado a 88 óbitos em junho.

 

Apesar da diminuição, o registro civil mostra que 2021 foi o ano mais mortal desde o começo da série histórica. Os 2.016 mortos representam acréscimo de 49% sobre o ano anterior, o já pandêmico 2020, e mesmo percentual sobre 2019.  

 

“Só 200 pessoas nascidas além das que morreram. Arrisco um palpite que até o final do ano esse número (saldo de crescimento vegetativo) passe para 500 ou 600”, finaliza.

 

Fonte: ACidade ON – São Carlos


Deprecated: O arquivo Elementor\Scheme_Color está obsoleto desde a versão 2.8.0! Em vez disso, use Elementor\Core\Schemes\Color. in /home/arpenbrasil/public_html/wp-includes/functions.php on line 5569

Deprecated: O arquivo Elementor\Scheme_Typography está obsoleto desde a versão 2.8.0! Em vez disso, use Elementor\Core\Schemes\Typography. in /home/arpenbrasil/public_html/wp-includes/functions.php on line 5569