Logo-Arpen-BR-Horizontal

Ouvidoria

Home / Comunicação

Notícias

Eleições: número de casamentos em outubro cai 50%, segundo pesquisa

Noivos convocados para trabalharem como mesários, caso faltem, poderão apresentar justificativa até 30 dias após a eleição

 

Com o começo da primavera, inicia-se a nova temporada de festas de casamentos no Brasil. Outubro registra, em média, 89 mil cerimônias, de acordo com dados do Portal da Transparência disponíveis desde 2015. Porém, segundo um levantamento da plataforma Casamentos.com.br, o número de matrimônios que serão celebrados no próximo mês vai ser 50% menor. Para a pesquisa, as eleições são o motivo.

 

O primeiro turno está marcado para o dia 2 de outubro e o eventual segundo turno será realizado no dia 30 de outubro.

 

“Existe uma diminuição do número de casamentos realizados nos finais de semana das eleições, pois é difícil mudar a data do casamento com todos os fornecedores, principalmente porque os casais organizam o enlace, em média, com a antecedência de um ano, quando as datas das eleições ainda não foram definidas”, explica Aline Scarso, responsável de comunicação de Casamentos.com.br.

 

Apesar dos eventos particulares serem permitidos pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nos dias de votação, o pleito é apontado como o principal fator para a redução da escolha das datas. Para parte dos casais, mudar o dia não foi uma opção.

 

“Há casais da nossa comunidade de noivos, por exemplo, que irão se casar em uma cidade diferente da onde votam e optaram pelo voto em trânsito. Também vemos que há uma maior flexibilidade em relação aos convidados, que já avisaram que vão ter que chegar mais tarde ou sair mais cedo por conta da votação. É possível conciliar casamento e eleições”, opinou Aline Scarso.

 

O TSE destaca que a legislação garante aos funcionários da festa o exercício do direito de voto. Ou seja, os trabalhadores e fornecedores envolvidos devem ser liberados para participarem das eleições, se assim desejarem.

 

Caso os noivos ou convidados tenham sido convocados para trabalhar como mesários, é possível apresentar uma justificativa do não comparecimento até cinco dias após a nomeação. Para quem perdeu o prazo, uma nova opção é ir até o Cartório do Juízo Eleitoral com os documentos comprobatórios do evento em até 30 dias após a eleição. Se a justificativa não for aceita, a pessoa terá que pagar uma multa.

 

Fonte: CNN