Logo Arpen BR Horizontal

Ouvidoria

Home / Comunicação

Notícias

Irpen-PR prestigia reinauguração do Palácio da Justiça do Paraná

O Instituto do Registro Civil das Pessoas Naturais do Estado do Paraná (Irpen-PR) prestigiou nesta quinta-feira (10.11) a reinauguração do Palácio da Justiça, sede do Tribunal de Justiça do Paraná, no Centro Cívico, em cerimônia prestigiada por diversas autoridades do Estádio. O prédio, projetado na década de 1950, foi totalmente restaurado, reformado e modernizado, sem perder suas características históricas.

Entre as principais preocupações da reforma estão a política ambiental e a economia de água e energia, numa iniciativa do presidente do Tribunal de Justiça do Paraná, desembargador Paulo Roberto Vasconcelos. A execução das obras proporcionará melhor estrutura aos Desembargadores, servidores e a toda população que busca à Justiça. O Palácio da Justiça é edificação tombada pelo Patrimônio Cultural Estadual, que acompanhou de perto a execução das obras.

O presidente do Irpen-PR, Arion Toledo Cavalheiro Júnior, e o 2º vice-presidente da entidade, Cláudio Roberto Bley Carneiro, representaram os registradores civis paranaenses na cerimônia.

Solenidade

Após fazer um breve histórico dos 125 anos do TJ-PR em seu discurso, o presidente do Tribunal falou sobre a importância da obra de restauro, reforma e modernização da sede do Tribunal, entregues nesta data. “É um momento de muita emoção. Estamos hoje entregando instalações fantásticas, uma das melhores do País, o que torna o Paraná uma referência nacional”, disse Vasconcelos.

O presidente citou também os muitos novos fóruns construídos recentemente nas Comarcas, bem como as reformas constantemente efetuadas em todo o Estado. “Sempre buscamos o equilíbrio, dando a mesma atenção para o 1º e 2º graus”, afirmou.

Em seu discurso, o presidente da Associação dos Magistrados do Paraná (Amapar), juiz Frederico Mendes Junior, comentou que a sede do TJ-PR, após a obra de reforma e restauro, possibilitará melhores condições de trabalho aos magistrados e servidores e, principalmente, à população que busca atendimento. “Por aqui já passaram homens e mulheres que fizeram o Paraná melhor”, disse. “As paredes, agora renovadas, estão impregnadas com o fazer Justiça”, citou.

Inauguração das instalações

Após a sessão solene, o presidente do TJ-PR entregou oficialmente as obras de restauro e reforma do Palácio da Justiça, sede histórica do Poder Judiciário paranaense. Na ocasião, acompanhado dos desembargadores da Cúpula e das demais autoridades, descerrou a placa inaugural da entrega das obras de restauro e reforma do Palácio da Justiça. Os visitantes tiveram acesso ao 8º andar do Palácio da Justiça, que foi aberto à visitação.

Autoridades

A mesa de honra da solenidade foi composta pelas seguintes autoridades: presidente do Tribunal de Justiça do Paraná, desembargador Paulo Roberto Vasconcelos; representando o Governador do Estado, Beto Richa, o Procurador Geral do Estado Paulo Sergio Rosso; o presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, deputado Ademar Traiano; representando o Ministério Público, o sub-procurador Geral de Justiça para Assuntos Jurídicos Eliezer Gomes da Silva; o vice-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção Paraná, Airton Martins Molina; o presidente da Associação dos Magistrados do Paraná (Amapar), Frederico Mendes Júnior; o presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná, desembargador Luiz Fernando Tomasi Keppen, e o presidente do Tribunal de Contas do Estado do Paraná, conselheiro Ivan Lelis Bonilha.

Também estavam presentes na cerimônia as autoridades: 1º vice-presidente do TJ-PR, desembargador Renato Braga Bettega; o 2º vice-presidente, desembargador Fernando Wolff Bodziak; o corregedor-geral, desembargador Eugênio Achille Grandinetti; o corregedor da Justiça, desembargador Robson Marques Cury; o ouvidor geral, desembargador Arquelau Araújo Ribas; a ouvidora do Tribunal Regional do Trabalho da 9ª Região, desembargadora  Nair Maria Lunardelli Ramos; a diretora do Foro da Justiça Federal do Paraná, juíza Federal Gisele Lemke; o defensor Público-Geral do Paraná, Sérgio Roberto Rodrigues Parigot de Souza; representando a Arquidiocese de Curitiba, padre José Aparecido Pinto; o superintendente Regional da Caixa Econômica Federal, Renato Scalabrin; os diretores da Construtora Sial, Ednilso Rossi Arnaldi e Armando Nonose; desembargadores; juízes de Direito; procuradores e promotores de Justiça e servidores.