Logo Arpen BR Horizontal

Ouvidoria

Home / Comunicação

Notícias

Mutirão Central Cidadania realiza mais de 10 mil atendimentos em sete dias de evento

A primeira edição do mutirão Central Cidadania recebeu 4.814 pessoas entre segunda-feira (17/6) e domingo (23/6) e realizou 10.148 atendimentos. A iniciativa do governo do Estado, por meio da Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH), e do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS) reuniu 41 instituições municipais, estaduais e federais no Shopping Total, em Porto Alegre, que disponibilizaram a segunda via de documentos e diversos serviços gratuitos para a população desabrigada ou em situação de vulnerabilidade.

 

As instituições mais procuradas e os respectivos serviços prestados foram:

  • 1º) Instituto Geral de Perícias: reimpressão da carteira de identidade;

  • 2º) Cartório de Registro Civil de Pessoas Naturais: segundas vias de certidões de nascimento, casamento e óbito;

  • 3º) Tribunal Regional Eleitoral: reimpressão de título e certidão de quitação eleitoral;

  • 4º) Prefeitura de Porto Alegre: Cadastro Único (CadÚnico), acesso a programas sociais, atendimento médico e odontológico e aplicação de vacinas contra influenza, covid-19 e tétano;

  • 5º) Secretaria e Desenvolvimento Social RS: orientações sobre benefícios sociais, como o programa Volta por Cima e as doações via pix para o SOS Rio Grande do Sul.

 

“O nosso objetivo com a iniciativa foi o de ajudar a população afetada pelas enchentes para que ela pudesse acessar de maneira facilitada uma gama, quase completa, de serviços básicos da nossa sociedade”, disse o titular da SJCDH, Fabrício Peruchin. “Quero agradecer a todos aqueles que nos apoiaram para que pudéssemos tirar essa ideia do papel. Tenho convicção de que deixamos um legado de articulação e trabalho em rede”, acrescentou.

 

De acordo com a diretora do Departamento de Justiça da SJCDH, Viviane Viegas, o evento superou todas as expectativas de público e de atendimentos. “O mutirão foi fundado na transversalidade, e conseguimos, por meio dela, aproximar os cidadãos dos seus direitos da forma mais ampla possível”, disse. “Um dos pontos positivos mais apontados pelas pessoas foi a possibilidade de acessar os serviços em um único lugar, facilitando, inclusive, os atendimentos dependentes e/ou conectados”, explicou.

 

Durante o mutirão, a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes) prestou atendimentos de orientação sobre os programas sociais do governo do Estado como o Volta Por Cima e as doações via pix para o SOS Rio Grande do Sul. “Essa ação, realizada em parceria com outras instituições do Estado, foi muito importante para ajudar aquelas pessoas que estão lá na ponta e que foram atingidas pelos eventos meteorológicos. Nossa equipe da Sedes conseguiu, nesses dias, atender a comunidade e prestar informações sobre os benefícios sociais que são fundamentais para que as pessoas consigam retomar suas vidas”, comentou o titular da Sedes, Beto Fantinel.

 

Com a conclusão da primeira edição do mutirão, as equipes trabalham para organizar novos eventos em outros municípios do Estado que também foram atingidos pelas enchentes.

 

A iniciativa de promover um mutirão unificado que oferecesse, em um único lugar, documentos e serviços gratuitos ao cidadão surgiu da parceria firmada através de termo de cooperação entre as instituições assinado pelo governador Eduardo Leite. 

 

Fonte: Governo do Estado do Rio Grande do Sul