Notice: Trying to access array offset on value of type bool in /home/arpenbrasil/public_html/wp-content/plugins/elementor-pro/modules/dynamic-tags/tags/post-featured-image.php on line 36

Notice: Trying to access array offset on value of type bool in /home/arpenbrasil/public_html/wp-content/plugins/elementor-pro/modules/dynamic-tags/tags/post-featured-image.php on line 36

Notice: Trying to access array offset on value of type bool in /home/arpenbrasil/public_html/wp-content/plugins/elementor-pro/modules/dynamic-tags/tags/post-featured-image.php on line 36

Notice: Trying to access array offset on value of type bool in /home/arpenbrasil/public_html/wp-content/plugins/elementor-pro/modules/dynamic-tags/tags/post-featured-image.php on line 36
O Dia Online - Número de mortes por Covid-19 aumenta 67% em maio no Rio em comparação a outros meses - Arpen Brasil - Saiba Mais
Logo Arpen BR Horizontal

Ouvidoria

Home / Comunicação

Notícias

O Dia Online – Número de mortes por Covid-19 aumenta 67% em maio no Rio em comparação a outros meses


Notice: Trying to access array offset on value of type bool in /home/arpenbrasil/public_html/wp-content/plugins/elementor-pro/modules/dynamic-tags/tags/post-featured-image.php on line 36

O mês entrou em terceiro lugar na lista de meses da pandemia com maior número de falecimentos causado pelo vírus

 

POR O DIA

 

Rio – O mês de maio deste ano apresentou um aumento de 67% no número de mortes por Covid-19 no estado do Rio em comparação a média dos outros meses da pandemia, de acordo com os dados do Portal de Transparência dos Cartórios de Registro Civil. Enquanto a média de óbitos pela doença de março de 2020 a abril deste ano era de 3.332, o mês de maio de 2021 conseguiu alcançar a marca de 5.593 falecimentos pelo vírus.

 

Apesar da alta, o mês de maio apresentou uma queda de 27,2% na média de morte em relação a abril deste ano, que até o momento foi o mês em que mais houve mortes desde o início da pandemia, com 7.678 óbitos. Com isso, maio deste ano entrou para a lista de meses de maior número de mortes.

 

Confira a lista

– Abril de 2021 – 7.678 óbitos;

– Maio de 2020 – 6.770 mortes;

– Maio de 2021 – 5.593 óbitos.

 

Os dados são constantemente atualizados em tempo real pelo registro de nascimentos, casamentos e óbitos feitos pelos Cartórios de Registro Civil de todo o Brasil. A Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil) é responsável pela administração da base de dados desses registros. Esses números podem vir a sofrer alterações já que o prazo legal para envio de óbitos à plataforma nacional pode chegar a até 12 dias após o falecimento.

 

Comparação do mês em 2020 e 2021

 

Em relação a maio do ano passado, o mesmo mês apresentou uma queda de 17,4% no número de mortes por Covid-19. Em números, foram 5.593 mortes neste ano em comparação a 6.770 registradas no mesmo período de 2020, no Rio. Em outros estados, a mesma comparação foi feita, e 18 estados brasileiros apresentaram alta, enquanto nove tiveram uma baixa em seus números.

 

Trazendo para o panorama nacional, o mês de maio de 2021 teve um aumento de 71,9% no número de mortes em relação ao mesmo período de 2020. Foram registrados 49.282 contra 28.667 óbitos.

 

SES explica

 

A Secretaria de Estado de Saúde (SES), através da Subsecretaria de Vigilância e Atenção Primária à Saúde (SVAPS), informou que o aumento de óbitos identificado ocorreu devido ao acúmulo de registros no SIVEP-gripe, de onde são extraídos os dados para atualização do Painel Covid-19 e acompanhamento da evolução da pandemia. A SVAPS ressaltou que muitos casos são notificados após a data do óbito. Dessa forma, a análise das informações é realizada pela data de ocorrência dos óbitos e não pela data de notificação.

 

A equipe estadual monitora diariamente os dados relativos à pandemia da Covid-19 no estado. O último levantamento epidemiológico, realizado pela equipe técnica da SVAPS, aponta que as regiões do estado estão saindo da terceira onda da epidemia, tendo em vista que a taxa de ocupação de leitos vem se mantendo abaixo de 90%. A semana epidemiológica 22 (30/05/2021 a 05/06/2021) apresentou uma redução de 13% no número de solicitações de internação em UTI.

 

Para cálculo dos indicadores, são utilizadas as taxas de ocupação de leitos informadas pelos municípios da região, além de outros indicadores. A Região Noroeste apresentou baixa capacidade operacional de leitos fazendo com que a taxa de ocupação seja mais alta, porém o número de solicitação de leitos se mantém em queda. Com a regulação unificada de leitos, os pacientes são transferidos para outras regiões quando as unidades mais próximas apresentam alta taxa de ocupação.

 

Fonte: O Dia Online