Notice: Trying to access array offset on value of type bool in /home/arpenbrasil/public_html/wp-content/plugins/elementor-pro/modules/dynamic-tags/tags/post-featured-image.php on line 36

Notice: Trying to access array offset on value of type bool in /home/arpenbrasil/public_html/wp-content/plugins/elementor-pro/modules/dynamic-tags/tags/post-featured-image.php on line 36

Notice: Trying to access array offset on value of type bool in /home/arpenbrasil/public_html/wp-content/plugins/elementor-pro/modules/dynamic-tags/tags/post-featured-image.php on line 36

Notice: Trying to access array offset on value of type bool in /home/arpenbrasil/public_html/wp-content/plugins/elementor-pro/modules/dynamic-tags/tags/post-featured-image.php on line 36
O Regional - Catanduva registra maior número de nascimentos do que óbitos, aponta Portal da Transparência - Arpen Brasil - Saiba Mais
Logo Arpen BR Horizontal

Ouvidoria

Home / Comunicação

Notícias

O Regional – Catanduva registra maior número de nascimentos do que óbitos, aponta Portal da Transparência


Notice: Trying to access array offset on value of type bool in /home/arpenbrasil/public_html/wp-content/plugins/elementor-pro/modules/dynamic-tags/tags/post-featured-image.php on line 36

De acordo com o painel de janeiro a agosto 2021 foram registrados 1.484 nascimentos e 1.139 óbitos.

 

Dados do Portal da Transparência do Registro Civil apontam que Catanduva registrou maior número de nascimentos que óbitos neste ano. De acordo com o painel, de janeiro a agosto de 2021 foram registrados 1.484 nascimentos, em contraste a 1.139 óbitos.

 

Manuela Mauri, de oito meses, filha do casal Joice Beatriz Pereira e João Pedro Mauri, faz parte dessa estatística. Ela nasceu em janeiro deste ano. A mamãe Joice contou ao Jornal O Regional sobre a primeira gestação e os cuidados durante a pandemia.

 

“Em meio ao momento que estamos vivendo foi uma gestação com o dobro de cuidados que já deveríamos ter, não só em meio à pandemia que estamos vivendo. Foi um momento que me cuidei muito em questão a saúde, então correu tudo ótimo, a bebê nasceu de cesariana no dia 6 de janeiro deste ano, com 49 cm, 3.195kg e muita saúde”, conta.

 

Joice destaca ainda que, mesmo após o nascimento, os cuidados foram redobrados. “O medo em meio à pandemia após o nascimento dela triplicou, só saímos de casa em casos esporádicos durante os cinco primeiros meses, até que voltei a trabalhar, mesmo com as mudanças continuamos com os cuidados que acredito que temos que aderir pra vida.”

 

Fonte: O Regional – Catanduva