Logo Arpen BR Horizontal

Ouvidoria

Home / Comunicação

Notícias

Sistema por SMS ajuda pais a registrar os recém-nascidos na África

No final do mês passado, dois engenheiros apresentaram em Burkina Fasso, país do oeste africano que está na 181ª posição no ranking do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano, que reúne 187 países), uma técnica simples que pode ajudar a resolver um antigo problema local.

Devido às grandes distâncias que precisam percorrer, as famílias acabam demorando muito tempo para informar aos cartórios os nascimentos de crianças. E muitas vezes nem o fazem.

No ambiente rural, 90% dos nascimentos não são informados aos cartórios de registro civil. Nas cidades, o percentual também é bastante significativo, mas cai para 60%.

Tentando amenizar o problema, o burquinense Adama Sawadogo e o francês Francis Bourrières criaram um sistema de registro de nascimento por meio de SMS, um serviço de mensagem de texto via celular.

O iCivil, como o programa foi batizado por seus criadores, foi oficializado pelo governo do país há uma semana.

"Graças a esse novo sistema, os dados relativos a cada recém-nascido são enviados por SMS a partir do celular do agente de saúde, após o telefone ter passado por um teste de emparelhamento e de autentificação", explica Sawadogo.

O SMS é recebido instantaneamente no servidor do centro de registro civil responsável pela sua comunidade. Ali, a dupla SMS-autentificador preenche automaticamente uma ficha de nascimento que estará pronta para ser impressa pela autoridade competente.

O conceito seduziu Nébila Amadou Yaro, ministro do Desenvolvimento burquinense, e ganhou sua aprovação. "O iCivil é um suporte tecnológico moderno e adaptado à infraestrutura de comunicação do país", afirmou.