Logo Arpen BR Horizontal

Ouvidoria

Home / Comunicação

Notícias

Sucesso de novas conciliações reflete bom desempenho do Pai Presente na Bahia

Assim se passaram quatro anos, mas na manhã desta segunda-feira (12), finalmente, papai Tarcísio assumiu, de ‘papel passado’, a filha que teve com Mônica. Ana Clara da Silva Muniz é a mais nova beneficiada do Programa Pai Presente.

Neste período, Tarcísio não deixou de prestar assistência e pegar a filha para passear. Com a confirmação do resultado positivo do teste de DNA, decidiu atender aos pedidos da mãe, Mônica, e de seu pai, o avô da criança, Antônio Jorge. “Agora, estou mais tranquilo”, disse Tarcísio.

Desenvolvido pelo Tribunal de Justiça da Bahia, o programa vem refletindo o apoio da Presidência. “Contamos com a sensibilidade da presidente, desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago”, disse a juíza assessora especial, Marielza Brandão Franco.

A magistrada tem ido aos encontros de pais e mães, realizados no Fórum das Famílias, com organização da Assessoria Especial da Presidência para Assuntos Institucionais e do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec).

A juíza Marielza Brandão Franco ressalta a importância das conciliações, como a que foi realizada por Monalisa Messias de Araújo e Emanoel da Silva Costa, ambos de Jacobina, na Chapada Diamantina, para reconhecimento de uma filha de 10 anos.

Além das audiências de conciliação, foram realizadas na manhã desta segunda (12) coletas de sangue de supostos papais para verificação do exame com material genético, realizada em parceria com laboratório de uma organização não-governamental (ONG).

O trabalho desenvolvido pelo tribunal atraiu a atenção do Centro Universitário Jorge Amado (Unijorge). O professor do curso de Direito, Luis Carlos Laurenço quer a participação da equipe do Pai Presente em seminários sobre ‘responsabilidade social’.