Logo Arpen BR Horizontal

Ouvidoria

Home / Comunicação

Notícias

Triplica número de certidões emitidas na Semana Nacional de Registro Civil no Amapá

Foram realizados 2.898 atendimentos para emissão desses documentos básicos para o exercício da cidadania.

 

A 2ª Semana Nacional do Registro Civil – REGISTRE-SE no Amapá, foi finalizada com a marca de grande sucesso e missão mais do que cumprida. Realizado entre os dias 13 e 17 de maio em cinco municípios do Amapá (Macapá, Santana, Porto Grande, Ferreira Gomes e Laranjal do Jari), o mutirão de emissão de registros civis, 1ª e 2ª vias de Certidão de Nascimento e 2ª via de Certidão de Casamento, alcançou a marca de 2.898 atendimentos para emissão desses documentos até a última sexta-feira, o que totalizou 3.109 atendimentos em geral, o que inclui retificações de documentos e registro tardio, serviços ofertados pela DPE. Vale ressaltar que foram entregues 140 certidões de nascimento aos povos indígenas.

 

“A marca de 2.898 certidões significa que mais do que triplicamos o resultado de pedidos de registro civil em relação à primeira edição – que já tinha sido um sucesso”, comemorou o desembargador-presidente Adão Carvalho. Proporcionalmente à sua população, o TJAP ficou em 1º lugar no número de registros emitidos em todo o Brasil em 2023, durante a 1ª Semana Nacional do Registro Civil.

 

O desembargador aproveitou para esclarecer que o resultado prático da campanha, a expedição efetiva do registro ou da segunda via, deve ser efetivada até o dia 04 de junho. “Depois deste tempo previsto para expedição do documento é que poderemos mensurar o número de registros expedidos e as segundas vias, mas os atendimentos iniciais foram superiores a três mil”, complementou o presidente do TJAP.

 

De acordo com o corregedor-geral de Justiça do TJAP, desembargador Jayme Ferreira, os números são importantes por demonstrarem que a demanda é real e que o alcance do trabalho é crescente. “Mas o que realmente importa e nos empolga é a promoção da dignidade e da cidadania de cada pessoa tocada pelo mutirão REGISTRE-SE”, ressaltou.

 

“A existência oficial de uma pessoa no Brasil, para todos os efeitos relacionados a políticas públicas ou assistenciais e para o exercício efetivo da cidadania, seja por meio do voto ou do acesso ao emprego formal e à aposentadoria, exige a emissão destes documentos básicos de registro civil”, observou o corregedor-geral.

 

“Esse ponto de partida documental permite um recomeço e um acesso à vida civil como ela deve ser e a uma visibilidade concreta por parte não apenas do poder público, mas da própria sociedade em que vivemos”, complementou.

 

A campanha contou com parceira de diversos órgão e cartórios do estado, sendo eles, Defensoria Pública do Estado (DPE), cartórios Jucá Cruz, Cristiane Passos, Vales, Oliveira, Apolinário e Cartório Lourenço de Laranjal do Jari. Associação dos Notários e Registradores do Amapá (Anoreg-AP), Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Brasil (Arpen-BR), Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen), Fundação da Criança e do Adolescente (FCRIA), Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai) e o Programa Pop Rua Jud do TJAP.

 

Registre-se 2023

 

Segundo dados estatísticos apresentados pela Associação dos Registradores de Pessoas Naturais do Brasil (ARPEN-BR) sobre a 1ª Semana Nacional do Registro civil, no Brasil foram 14.221 certidões emitidas, desses 12.578 foram Certidões de Nascimento e 1.643 de Casamento.

 

Graças à ação coordenada pelo TJAP, o Amapá foi o primeiro colocado, com um total de 908 certidões emitidas, das quais 879 foram certidões de nascimento e 29 certidões de casamento.

 

Fonte: A Lupa