Home / Comunicação

Notícias

Home / Comunicação

Notícias

Coréia do Sul padroniza contagem de idade e população deve ficar até 2 anos mais “jovem”

Tradicionalmente, os sul-coreanos possuem três idades:  uma “internacional”, uma “coreana” e uma “do calendário”

 

O parlamento sul-coreano aprovou uma lei, no dia 8 de dezembro de 2022, que busca padronizar a contagem de idade da população no país. A partir da nova legislação, as pessoas podem ficar até dois anos mais jovens. Isso acontece porque existem três tipos de idade diferentes na Coréia do Sul: a internacional, a coreana e a do calendário.

 

O Consulado Geral da República da Coréia no Brasil, por meio de sua assessoria de imprensa, explicou que faz parte da cultura e filosofia leste-asiática possuir diferentes métodos para contagem de idade, mas que, com o passar do tempo, os países começaram a uniformizar para o sistema internacional.

 

A “idade coreana” é o método de contagem de idade por “virada de ano”, em que a pessoa já nasce com um ano de idade e ainda ganha mais um ano todo dia 1° de janeiro. Essa idade pode ser um ou até dois anos mais velha que sua “idade internacional”.

 

“Embora haja controvérsias, muitos estudiosos sugerem que a origem dessa contagem veio da filosofia asiática de que a vida já se inicia no momento de sua concepção, e que por esse motivo o período que a criança passa no ventre materno, de quase 1 ano, teria sido incorporado à idade”, explicou o consulado.

 

Já a idade “do calendário” é uma mistura entre a idade internacional e a coreana, que considera os bebês como zero ano no dia em que nascem e adiciona um ano a sua idade a cada 1º de janeiro.

 

“É usado em situações mais específicas como serviço militar, leis penais para jovens infratores e etc. A única diferença deste método com o primeiro é que neste considera-se que a criança nasce com zero ano de idade”, esclareceu o órgão.

 

Enquanto a “idade internacional” de uma pessoa refere-se ao número de anos desde que ela nasceu e começa em zero, que é o mesmo sistema usado na maioria dos outros países, inclusive no Brasil.

 

De acordo com o Consulado da Coréia, a unificação do método da contagem de idade no país para o sistema internacional, os órgãos públicos e de registro ganharão mais celeridade em processos burocráticos. Além de incentivar o aumento da população ativa economicamente e a busca por qualificação.

 

As mudanças, inclusive, já estão sendo bem recebidas no país. Conforme pesquisa realizada pelo governo em setembro do ano passado, mais de 81% dos entrevistados acreditam que a adoção do sistema internacional de contagem de idade trará maior celeridade na aplicação de leis e processos burocráticos.

 

“Além disso, 86,2% (5.511 pessoas) responderam que passariam a usar a contagem internacional também no cotidiano, apontando que a opinião pública é bastante favorável à medida”, enfatizou o consulado.

 

Confira a entrevista na íntegra:

 

Arpen-Brasil – Sabemos que existem três tipos de cálculos de idade na Coréia do Sul. Pode explicar como é cada uma delas?

 

Consulado Geral da República da Coréia  – O primeiro método de contagem de idade é por “virada de ano”, no qual a criança já nasce com um ano de idade e “fica mais velha” no começo de cada ano. Por exemplo: criança nascida em 31 de dezembro, no dia seguinte, 1º de janeiro, já completa dois anos. Essa é a maneira mais usada no cotidiano, conhecida como “idade coreana”. O segundo é a contagem internacional, em que a criança nasce com “zero” ano de idade e adquire um ano a mais na data do seu aniversário, usado em documentos oficiais como declaração de imposto, certidão de nascimento e outros. O último é uma derivação do primeiro, e é usado em situações mais específicas como serviço militar, leis penais para jovens infratores e etc. A única diferença deste método com o primeiro é que neste considera-se que a criança nasce com “zero” ano de idade.

 

Arpen-Brasil – Por que ter três sistemas diferentes para contagem da idade?

 

Consulado Geral da República da Coréia – A contagem por “virada de ano” já foi amplamente usada em países do leste asiático como China e Japão, porém a maioria deles acabou por uniformizar a contagem para o sistema internacional por motivos práticos. Embora haja controvérsias, muitos estudiosos sugerem que a origem dessa contagem veio da filosofia asiática de que a vida já se inicia no momento de sua concepção, e que por esse motivo o período que a criança passa no ventre materno, de quase 1 ano, teria sido incorporado à idade.

 

Arpen-Brasil – No dia 8 de dezembro, a Assembleia Nacional da Coreia do Sul aprovou uma série de leis que exigem o uso do sistema internacional de contagem de idade em documentos oficiais. O que vai mudar na prática a partir da nova lei?

 

Consulado Geral da República da Coréia – Na prática, todas as leis, regulamentos, contratos e documentos oficiais passarão a adotar o sistema internacional, dando fim aos conflitos legais na esfera pública e privada decorrentes do uso de diferentes contagens.

 

Arpen-Brasil – O que motivou a aprovação da lei que altera a contagem da idade no país?

 

Consulado Geral da República da Coréia – A uniformização do método de contagem de idade, uma das metas do novo governo da Coreia, visa reduzir o tempo dos processos burocráticos e minimizar potenciais conflitos legais e administrativos decorrentes do uso de diferentes métodos. 

 

Arpen-Brasil – Como a mudança na contagem da idade vai impactar a vida dos sul coreanos?

 

Consulado Geral da República da Coréia – Com a adoção da contagem internacional e consequente “juvenescimento” da população em 1 ou 2 anos, espera-se efeitos positivos como aumento da população ativa economicamente, mais incentivo pela busca de qualificação acadêmica e outros.

 

Arpen-Brasil – Como essa mudança afeta o registro civil dos cidadãos?

 

Consulado Geral da República da Coréia – Com a unificação do método de contagem de idade, estabelecido por lei, todos os órgãos públicos adotarão imediatamente o sistema internacional de contagem nos seus processos como emissão de documentos. Quanto aos casos mais específicos de leis e regulamentos que exigem uma sensibilidade maior para conversão para a nova contagem, será promovido um amplo debate, entre todos as esferas da sociedade, para que a adaptação seja feita da melhor forma possível. 

 

Arpen-Brasil – A medida foi bem recebida no país?

 

Consulado Geral da República da Coréia – Em uma pesquisa de opinião realizada pelo governo coreano em setembro do ano passado com 6.394 pessoas, 81,6% (5.216 pessoas) concordaram que a adoção da contagem internacional de idade por todas as esferas do poder público dará mais celeridade à aplicação das leis e processos burocráticos. Além disso, 86,2% (5.511 pessoas) responderam que passariam a usar a contagem internacional também no cotidiano, apontando que a opinião pública é bastante favorável à medida. 

 

Fonte: Assessoria de comunicação – Arpen-Brasil


Deprecated: O arquivo Elementor\Scheme_Color está obsoleto desde a versão 2.8.0! Em vez disso, use Elementor\Core\Schemes\Color. in /home/arpenbrasil/public_html/wp-includes/functions.php on line 5573

Deprecated: O arquivo Elementor\Scheme_Typography está obsoleto desde a versão 2.8.0! Em vez disso, use Elementor\Core\Schemes\Typography. in /home/arpenbrasil/public_html/wp-includes/functions.php on line 5573